O Jogo De Ripper

by - maio 02, 2014

Então como estão?
Desculpem não ter andado por aqui, mas com as aulas e tudo o resto o tempo que sobre é pouco ou nenhum. Mas hoje consegui um tempinho e venho aqui deixar vos a minha opinião sobre o livro que andava a ler, O Jogo de Ripper.
Eu descobri este livro a partir de um anuncio televisivo, assim que olhei para a capa e ouvi o resumo decidi que tinha que lê-lo, apesar de me lembrar daquele ditado "não julgues um livro pela capa", foi para mim impossível não colocar uma forte expectativa sobre ele assim que o vi.
O livro conta-nos a história de Indiana e Amanda Jackson, mãe e filha,que não poderiam ser mais diferentes. Indiana,é terapeuta holística e valoriza a bondade e liberdade de espírito. Há muito divorciada do pai de Amanda, resiste a comprometer-se com qualquer um dos homens que a deseja: Alan, membro de uma família da elite de São Francisco, e Ryan, um enigmático ex-navy seal marcado pelos horrores da guerra. Enquanto a mãe vê sempre o melhor nas pessoas, Amanda sente-se fascinada pelo lado obscuro da natureza humana. Brilhante e introvertida, é uma investigadora nata, viciada em livros policiais e em Ripper, um jogo de mistério online em que ela participa com outros adolescentes espalhados pelo mundo e com o avô, com quem mantém uma relação de estreita cumplicidade. Quando uma série de crimes ocorre em São Francisco, os membros de Ripper encontram terreno para saírem das investigações virtuais, descobrindo, bem antes da polícia, a existência de uma ligação entre os crimes. No momento em que Indiana desaparece, o caso torna-se pessoal, e Amanda tentará deslindar o mistério antes que seja demasiado tarde.
Mas mesmo com as expectativas elevadas o livro não me desiludo.
O livro prendeu-me da primeira a ultima pagina. Foi o primeiro livro de Isabel Allende que li, e gostei bastante do modo como esta escreve. O modo como nos narra cada episódio, dês dos mais banais aos mais complexos. Durante uma boa parte do livro os crimes não tem muito realce, o que podia fazer com que perdêssemos todo o interesse em continuar a ler, mas não, o modo como a escritora nos da a conhecer tão intimamente cada personagem faz-nos sempre querer saber mais,mais e mais...
A partir do momento em que Indiana desaparece começa uma investigação a todo o gás, e o modo como vamos percebendo quem é o criminoso a partir das paginas que são narradas na primeira pessoa por este, para mim esta perfeito!


Eu adorei o livro e aconselho seriamente a todos aqueles que simplesmente gostam de ler!

You May Also Like

0 comentários

Instagram