Parceria com Chiado Editora

by - julho 19, 2014

olaaaaaa, então como tem estado?? Tem estado difícil de terminar de vos escrever porque a net teima em ir e vir, ir e vir quando lhe convém!
Mas hoje vim contar-vos uma novidade, que pelo menos para mim, é fantástica. Fiz a minha primeira parceria com uma editora, a Chiado Editora!!
Desde já foram super simpáticos e acessíveis, o que para mim são qualidades importantíssimas nas pessoas e depois tem livros muito interessantes a nossa disposição.

Então para começar vou mostrar-vos alguns livros que fiquem com vontade de ler.

Editora

  • EU SOU DEUS,Pedro Chagas Freitasllll
Desconcertante, Pedro Chagas Freitas ensina-o, no seu estilo irreverente e único, a olhar para o mundo de um ângulo completamente diferente. Um ângulo que elimina, sem misericórdia, conceitos e percepções que você julgava intocáveis.
“EU SOU DEUS” não é sobre fazer as coisas direitas – mas sim sobre ir ao encontro do seu direito. O direito a respirar, o direito a pensar, o direito a ser. O direito a viver.
“EU SOU DEUS” não é sobre aquilo que você não pode fazer – mas sim sobre aquilo que você pode, e deve, fazer. Você pode sentir medo, pode sentir inveja. Você pode sentir aquilo que o mundo insiste em dizer-lhe para não sentir. Você pode ser o seu mundo. Por isso: porque não mudar o mundo?
“EU SOU DEUS” não é um livro de auto-ajuda. Mas, se você o ler, pode auto-ajudar-se. Tenha cuidado.

  • A Feiticeira da mente, Ana Vichenstein
Ana Vichenstein é uma adolescente de 13 anos de idade, órfã de mãe, que estuda no mesmo colégio desde os seus seis anos de idade. Excelente aluna, óptima cantora e dançarina e ainda uma excelente pessoa.
Tudo isto poderia ser comum a um grande número de adolescentes, não fosse ela uma feiticeira da mente.
No mundo de Ana existem três categorias de feiticeiros, todos eles com as suas qualidades e as suas limitações: os feiticeiros da mente, os feiticeiros com manopoderes (nas mãos) e os feiticeiros da varinha.
Não se pense que os feiticeiros conseguem ser aceites na sociedade. Eles vivem à margem, encobertos por detrás de um colégio comum, onde estudam tanto alunos feiticeiros como os outros não-feiticeiros. Durante o dia convivem entre si com aulas comuns. A partir da hora de saída dos alunos não-feiticeiros, as aulas de magia são leccionadas numa secção específica do colégio.
Ana entrou naquele colégio sem saber a verdadeira razão. A sua mãe foi morta para a conseguirem colocar naquele sítio a estudar. O seu pai divorciara-se da sua mãe ainda antes deste acontecimento fatídico. Encontra-se sozinha no mundo.
Tudo parece correr bem até que alguns acontecimentos insólitos assolam a vila de Cascais, próximo da zona de Sintra onde fica o Colégio…

  • Blackbook, Rui Sinel de Cordes
«Esta publicação é um resumo de coisas que fui escrevendo ao longo dos últimos quatro anos na minha página de Facebook. São acima de tudo piadas, não opiniões. Algumas piadas reflectem aquilo que penso, outras não - não vale a pena perderem muito tempo a pensar qual das situações se trata e vale ainda menos a pena sentirem-se ofendidos com algo que possam ler. Até porque, se compraram um livro de piadas e se ofenderam com alguma delas, saibam desde já que vos considero estúpidos.»
Simplesmente porque adoro tudo o que o Pedro Chagas Freitas escreve e porque o Rui Sinel de Cordes, pelo menos para mim, é um humorista fantástico. Porque tal como ele diz, o que ele diz são acima de tudo piadas e não opiniões!


Espero que tenham gostado tanto desta novidade como eu.
Madalena Cruz

You May Also Like

0 comentários

Instagram