A Rapariga-Corvo

by - agosto 19, 2014


 Quanto sofrimento pode um ser humano suportar antes de se tornar ele próprio um monstro?


Então que têm feito neste nosso estranho verão? Eu tenho lido, lido e lido.Basicamente os meus dias resumem-se a isso ou a ver televisão, mas agora que tenho o meu quarto de volta e ainda por cima mais lindo do que antes, já estou apta para vos voltar a escrever.
Para começar a compensar-vos por esta minha ausência vou falar-vos de um livro que li nestes dias, A Rapariga-Corvo.
Começo já por dizer que no inicio pensei em desistir da leitura, estava a ser aborrecida, muito lenta e não tinha aquele elemento especial que nos cativa dês da primeira pagina, mas não sei bem porque obriguei-me a continuar a ler e agora tenho a certeza que fiz a escolha certa!
A história foi-se tornando cada vez mais interessante, talvez por ser diferente daquilo a que estamos habituados a ler. Mas afinal do que fala a história?
A história centra-se principalmente na vida de Sofia Zetterlund, uma psicoterapeuta e a agente Jenette Kihlberg. Separadas mas unidas pelo facto de a carreira de ambas estar ligada ao sofrimento alheio. Até começarem a aparecer uma serie de corpos de crianças sem nome num estado que mostra muita dor e sofrimento, que fazem unir estas duas mulheres na busca de um culpado.
Mas a vida não é só feita de trabalho, e estás mulheres são exemplo disso, Jenette vive um casamento onde não existe réstia de amor e Sofia vive atormentada pelos fantasmas do passado, mas juntas sentem-se melhor o que faz com que nasça entre elas algo mais que uma amizade.
O livro tomá um caminho que nós não estamos a espera, mostrando-nos como tantas vezes não conhecemos verdadeiramente as pessoas que fazem parte das nossas vidas, e que talvez o inimigo esteja mais perto do que pensamos.

Envolvente, fascinante, genial.

Adorei, recomendo e aguardo a oportunidade de comprar o próximo livro da colecção, Fome de Fogo.

Já leram o livro?

                                   ☯ Tumblr Facebook We<3it Instagram 
                                                                                                         


                                                                                                               Madalena Castanheira

You May Also Like

0 comentários