O monstro das dores

by - abril 15, 2015

Cansada.
Desgastada.
Sem força.
É assim que me sinto a cada dia que passa, a cada passo que dou,  a cada lágrima que cai.
Sim eu sei que é preciso acreditar que é apenas uma fase, que isto vai passar e que vou voltar a poder andar e correr sempre que quiser.  E eu acredito,  ou pelo menos tento, na maioria do tempo. ..mas ha dias em que as dores sufocam,  e a força foge.
Hoje é um desses dias em que as dores chegam ao limite, em que cada passo me da a sensação que percorro quilómetros,  em que cada segundo demora uma eternidade a passar, em que em cada aula me sinto cada vez mais fraca, a beira das lágrimas.
Hoje foi um desses dias em que as dores decidiram tornar-se um monstro ainda maior,  um monstro gigante,  sádico e malvado.  Um monstro que abre fundo as fridas para que não parem de doer.  Um monstro que me impede de correr...
Não eu não vou desistir,  mas existem dias em que a força voa para longe deixando para trás a fraqueza, a dor e as lágrimas.
Há dias assim, em que o céu perde a cor e eu a esperança,  mas é apenas um dia, não uma vida.
Porque eu não vou deixar que o monstro das dores vença a batalha sem dar tudo de mim. 

You May Also Like

0 comentários