A Filha Do Papa

by - janeiro 16, 2016

Hoje vou falar-vos do livro que li nas ferias de Natal. Quem me emprestou foi um dos meus fisioterapeutas(obrigado Senhor João) que tal como eu é um amante do mundo dos livros, e com quem converso imenso sobre livros e escritores.

Sinopse
Será o antissemitismo a verdadeira razão para o Papa Pio XII não ter sido beatificado? Quando Niklas, um jovem padre, é raptado, ninguém imagina que esse acontecimento é apenas o início de uma grande conspiração que tem como objectivo acabar com um dos segredos mais bem guardados do Vaticano - a filha do Papa Pio XII. Rafael, um agente da Santa Sé fiel à sua Igreja e à sua fé, tem como missão descobrir quem se esconde por detrás de todos os crimes que se sucedem e evitar a todo o custo que algo aconteça à filha do Papa. Conseguirá Rafael ser uma vez mais bem-sucedido? Ou desta vez a Igreja Católica não será poupada?
Este foi o primeiro livro do autor Luís Miguel Rocha que eu li, e sinceramente gostei. Acho que a maneira de escrever se assemelha a alguns escritores estrangeiros muito conhecidos, e tal como o Ken Follet vai escrevendo sobre o ponto de vista de varias personagens.
A medida que vamos lendo, vamos ficando cada vez mais interessados pela historia, porque vão surgindo personagens e vamos desvendado segredos que nos fazem querer chegar ao fim, para conseguir perceber o que se passa afinal. Eu acho que o final é surpreendente, acho que no fim, quando descobrimos a razão e a pessoa por detrás dos crimes, ficamos realmente surpreendidos. O que eu acho fantástico, porque ultimamente os livros são todos mais do mesmo
Eu não quero falar muito sobre o livro, para não dar Spoiler, porque se não acaba por perder o interesse. Mas aconselho esta leitura, principalmente a quem gosta de ler livros que falem do Vaticano e dos segredos da igreja católica



Por abordar temas ligados com o Vaticano, a obra de Luís Miguel Rocha 
tornou-se polémica e foi por vezes criticado 
Em várias entrevistas, Luís Miguel Rocha sustentou que nunca escrevia sobre religião, 
mas sobre "temáticas políticas dentro de um Estado chamado Vaticano
 que por acaso é onde se administra a Igreja Católica".-JN

You May Also Like

0 comentários

Instagram